Full node Decred no Raspberry Pi

4 minutos de leitura

1. Introdução

Para quem deseja rodar um full node Decred…

The original Raspberry Pi was the first mass-market ‘single board’ computer that kicked off a small computing revolution in terms of hardware interaction via GPIO, experimental monitoring, automation, and robotics projects, etc. Through the past few years, it has evolved from being a very slow and limited computing platform to being as fast as some lower-specced smartphones, and can now run a desktop Linux environment bearably well. The Raspberry Pi 2 and Pi 3 (just announced on Feb 29—see my review of the Pi 3 here) were the first models with quad core processors, and they’re both decent generic Linux computers, especially for the low $35 price tag!

Once the Pi became a popular product, similar single board computers were introduced with different features and functionality, in a similar price range. I recently reviewed one of the main competitors, the Orange Pi Plus, which for $39 offers faster networking, onboard fast eMMC storage, and a bevy of other features—but which also requires a lot more effort to get up and running, and has nowhere near the community and documentation surrounding the Raspberry Pi.

Apesar de ser possível … https://www.jeffgeerling.com/blog/2016/review-odroid-c2-compared-raspberry-pi-3-and-orange-pi-plus

1.1. Escolha do equipamento

a) Raspberry Pi 3 Model B

b) Fonte de alimentação Raspberry Pi Universal Power Supply. Por questões de segurança (ou paranóia) eu tenho o hábito de preferir equipamentos elétricos oficiais.

c) SD Card de 32GB, para o OS e a blockchain (para este laboratório foi usado o SanDisk Ultra 32GB microSDHC UHS-I Card). Se pretende usar um cartão maior, veja sobre a formatação do SDXC. Seria possível usar um cartão menor, de 16GB por exemplo, mas a economia seria de apenas 4€ e esse espaço extra será necessário um dia por causa do crescimento da blockchain.

d) Case para proteção do Raspberry Pi: qualquer case que proteja e permita boa ventilação. Saiba mais sobre a temperatura aqui, na seção Monitoring core temperature.

e) Opcional: USB 2.0 flash drive de 128 GB, para o explorador de blocos dcrdata (para este laboratório foi usado o Sandisk CZ48 128GB USB 3.0 Flash memory Drive - SDCZ48-128G-U46, que é compatível com USB 2.0). Se não houver necessidade de um dispositivo pequeno pode-se optar pelo WD 1TB USB 3.0 modelo 2016, que é compatível com a USB 2.0 do Raspberry Pi 3.

Custo aproximado da solução (preços de 2018):

a) Raspberry Pi 3 model B (36€) + Fonte de alimentação (9€) + SanDisk Ultra 32GB microSDHC (18€) + Case (6€) + WD 1TB USB 3.0 2016 (60€) = 129€ (ou 69€ sem o HD externo)

b) Raspberry Pi 3 model B (36€) + Fonte de alimentação (9€) + SanDisk Ultra 32GB microSDHC (18€) + Case (6€) + Sandisk CZ48 128GB USB 3.0 (45€) = 114€ (ou 69€ sem o USB flash drive)

2. Instalação

2.1. Instalação do Raspbian

a) Baixe o Raspbian Stretch Lite em https://downloads.raspberrypi.org/raspbian_lite_latest

b) Verificação do hash

Obtenha o hash do arquivo baixado da Internet e compare com o hash publicado em https://www.raspberrypi.org/downloads/raspbian/.

No Mac

$ shasum -a 256 $RELEASE_DATE-raspbian-stretch-lite.zip

No Linux

$ sha256sum $RELEASE_DATE-raspbian-stretch-lite.zip

No Windows

O Windows não possui uma ferramenta nativa para verificação de hash SHA256. Usuários de Windows podem tentar a ferramenta PowerShell File Checksum Integrity Verifier (PsFCIV) disponível na Microsoft Technet.

c) Use o Etcher para gravar a imagem do Raspbian no SD card

  • Baixe e instale o Etcher.
  • Conecte o SD card no leitor de cartões.
  • Abra o Etcher e selecione a imagem .img ou .zip que será gravada no SD card.
  • Selecione o SD card onde será feita a gravação.
  • Reveja suas escolhas e clique em ‘Flash!’ para gravar a imagem no SD card.

2.2. Instalação do dcrd

Siga as instruções do artigo Instalando o dcrd. A blockchain pode ficar no diretório padrão, ou seja, dentro do cartão SD.

2.3. Decred atavés da rede Tor

Antes de executar o dcrd pela primeira vez, leia o artigo Decred através da rede Tor e faça a configuração conforme o seu ambiente.

2.4. Instalação do dcrdata

Se deseja instalar o explorador de blocos dcrdata, será necessário utilizar um flash drive USB para armazenar o banco de dados de informações da blockchain. Siga as instruções em dcrdata: executando o seu próprio explorador de blocos com especial atenção para a seção 3, itens o) e p).

3. Configuração

3.1. Instalação do sudo

Se o pacote sudo ainda não foi instalado:

$ su -
# apt-get install sudo
# usermod -aG $USER sudo

Será necessário fazer logout porque o login está com a informação dos grupos desatualizada.

3.2 Configuração do firewall

Veja um conjunto geral de regras no artigo sobre a estrutura do Decred.

3.3. Configuração do ssh

Se você já tem um usuário comum no sistema e quer aumentar a segurança, desabilite o login do root diretamente no ssh, sendo necessário primeiro fazer login com um usuário comum. No arquivo /etc/ssh/sshd_config, faça a modificação:

PermitRootLogin no

Reinicie o sshd.

$ sudo service ssh restart

4. Execução

Veja a configuração dos clientes no artigo Compartilhando o dcrd.